quinta-feira, 2 de junho de 2011

O acidente


O cheiro do teu sexo

esbarrou em meu nariz

fazendo uma brusca curva.

Desceu ladeira a baixo

e caiu escancara na rua

Meu Sexo.

O bairro Meu Corpo

alarmou-se.

Morreu o cheiro do teu sexo

na lança erguida e iluminada

que atravessou-lhe com gosto.


-Carlos Conrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário